Falhas nas estruturas

Atualizado: Nov 14

Escrito por Fabiana Ferreira Gonçalves sob orientação dos professores Alcino de Oliveira Costa e Iara Ferreira de Rezende Costa.

Para a execução de um projeto é de suma importância que ele tenha qualidade em todo o seu processo no intuito de obter uma construção com pouca ou nenhuma falha. Uma vez que falhas nos projetos são uma das principais causas dos problemas patológicos ou defeitos na Construção Civil.

Segundo Moreira e Ripper (1998), designa-se por Patologia das Estruturas esse novo campo da Engenharia das Construções que se ocupa do estudo das origens, formas de manifestações, consequências e mecanismos de ocorrências das falhas e dos sistemas de degradação das estruturas (apud FERREIRA; LOBÃO, 2018).


As manifestações patológicas surgem cada vez mais devido à grande presença de falhas nas estruturas, seja por má execução do projeto, má execução de obras, materiais inadequados ou mão de obra despreparada. Algumas das formas patológicas encontradas são infiltrações, fissuras, deslocamentos, entre outros. O estudo desses fenômenos é a chave para evitar gastos com assistência técnica para manutenção na maioria dos casos de falhas.

1. Fissuras

As fissuras são classificadas de acordo com a profundidade e características da abertura, sendo assim, as fissuras são aberturas estreitas na superfície de um material. Essas fissuras pode evoluir para uma trinca que são aberturas mais profundas.

Figura1: Fissura em parede

Fonte: Noal (2016).

2. Infiltração

A infiltração é causada devido a penetração da água ou por manchas de umidade, o que causa prejuízo com manutenção e até danos á saúde. A falta de impermeabilização adequada antes da colocação de revestimentos em lajes, paredes e pisos é a principal causa do problema.


Figura 2: Infiltração

Fonte: Fors Arquitetura.


3. Deslocamento

Deslocamento é a perda de aderência nas placas de cerâmicas de substrato ou da argamassa colante, quando as tensões nos revestimentos superam a capacidade de aderência entre as ligações cerâmicas


Figura 3: Deslocamento de placas cerâmicas

Fonte: Adrelit.

Para que haja um controle da qualidade no projeto é necessário seguir alguns parâmetros, que são representados por: limites dimensionais, tipos de elementos, métodos de execução, normas e critérios de dimensionamento e números de elementos e componentes construtivos.


Dessa forma, percebe-se a importância de um bom planejamento na elaboração e execução de projeto, da utilização de materiais de boa qualidade e mão de obra qualificada para que tenha o menor número de falha possível, minimizando assim gastos com manutenção.

Gostou do nosso post?!

Curtam, comente e compartilhe com seus amigos!


REFERÊNCIAS

FERREIRA, J. B; LOBÃO, W. N. Manifestações patológicas na Construção Civil. Ciências exatas e tecnológicas - UNIT- SERGIPE, p. 71. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/cadernoexatas/article/view/5853.

OLIVEIRA, D. F. Levantamento de causas de patologias na Construção Civil. Escola Politécnica, Universidade Federal do Rio de Janeiro Departamento de Engenharia Civil, 2013, Rio de Janeiro.

60 visualizações

Todos os direitos reservados ao Projeto de Extensão Construção +