Canteiro de obras

Atualizado: Set 21

Escrito por Gabriel Fróis Fernandes de Oliveira sob orientação dos professores Alcino de Oliveira Costa e Iara Ferreira de Rezende Costa.


Não tem como falar da Indústria da Construção, sem mencionar a importância do planejamento do canteiro de obras. Este planejamento é que possibilita a melhor utilização do espaço físico disponível, ao passo que viabiliza que tanto as pessoas como as máquinas trabalhem com eficiência e segurança, fazendo com que o ambiente fique organizado e confortável para todos.


De acordo com a norma NR-18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção, define-se canteiro de obras como: Área de trabalho fixa e temporária onde se desenvolvem operações de apoio e execução de uma obra. A NB - 1367 – Áreas de Vivências em Canteiros de Obras define o canteiro como: Áreas destinadas à execução e apoio dos trabalhos da indústria da construção, dividindo-se em áreas operacionais e áreas de vivência. De acordo com Araújo et al (2018), a Norma Regulamentadora NR-18, prescreve as principais medidas de segurança que devem ser adotadas em canteiros de obra. No entanto, o cumprimento dos requisitos mínimos existentes na norma, não garante um ambiente de trabalho livre de situações de risco. Corroborando com essa ideia, um bom planejamento do layout de um canteiro tem por intuito alcançar a melhor utilização do espaço disponível para a obra, organizar materiais, equipamentos e mão de obras de forma que sejam criadas condições favoráveis para a realização das tarefas com eficiência, obedecendo às necessidades de desenvolvimento da obra. Nesse sentido, classificam-se como canteiro de obras:


Amplos: Onde a construção ocupa apenas uma pequena parcela do terreno disponível, este tipo de canteiro é verificado geralmente em obras de médio e grande porte, em áreas mais afastadas das zonas urbanas como usinas e barragens.


Figura 1 – Canteiro de obra amplo

Fonte: CANVA, s.d.


Longos e Estreitos: São restritos em apenas uma das dimensões, com poucas vias de acesso ao canteiro, impossibilitando o fluxo ideal de materiais e trabalhadores necessários no decorrer da execução da obra, exemplos: obras de saneamento e rodovias.


Figura 2 – Canteiro de obra longo e estreito

Fonte: JORNAL A RUA, 2019.


Restritos: A construção ocupa o terreno completo ou uma alta porcentagem dele, não oferecendo uma boa locomoção. Este tipo de canteiro é mais notável em áreas centrais das cidades, em reformas, por exemplo.


Figura 3 – Canteiro de obra restrito

Fonte: SAFER SPHERE, 2017.


Embora tenham várias tipologias de canteiro, verifica-se maior utilização em áreas urbanas do tipo restrito, e para que o gestor da obra atenda bem aos propósitos do canteiro ele precisa estar atento há diversas informações, seja de projetos bem elaborados, revisados, especificações técnicas das obras, cronograma de execução de serviços, conhecer as leis trabalhistas, produtividade dos operários e afins. Cada parte que compõe um canteiro é denominada “elemento” do canteiro, sendo que nem todos são obrigatórios (ALVES, 2012). De acordo com a finalidade, estes elementos são classificados como:


✔ Áreas operacionais que são locais ligados diretamente com a produção, como um pátio de armação ou uma central de formas;

✔ Áreas de apoio à produção, que podem ser o almoxarifado ou qualquer ambiente destinado a armazenar materiais; normalmente localizados próximos ao escritório e ao local de execução da obra;

✔ Sistemas de Transportes - equipamentos para a locomoção de materiais e mão de obra pelo canteiro;

✔ Área de apoio técnico/administrativo - local para se fazer estudos sobre as atividades do canteiro e gerenciamento de uma forma geral.


Há um outro grupo de elementos do canteiro, sendo este a área de vivência, regulamentada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), designada para este grupo de elementos tem-se a NBR 12284/1991 em que; são locais onde geralmente há uma concentração maior de pessoas, é onde os trabalhadores fazem suas refeições, fazem seu horário de folga e em determinadas situações até se alojam. As áreas de convivência previstas na NR-18 se tornaram uma grande conquista por parte dos trabalhadores. Não obstante, as exigências da Norma vão desde a implantação de áreas de lazer e refeitórios até a instalação de ambulatório médico, banheiros, alojamentos, telefones comunitários e bebedouros com água filtrada (BRASIL, 2013). E justamente por isso é uma das mais enfatizadas pela fiscalização, já que trata e influencia diretamente na garantia das condições de trabalho, bem-estar do trabalhador e consequentemente nos números de acidentes de trabalho.


Percebe-se então que um bom projeto do canteiro de obras é de extrema importância para que a organização e logística de uma obra funcionem adequadamente. Visto que, ele influencia desde a execução de todas atividades e produtividade geral da obra e dos serviços prestados, bem como tempo de deslocamento e saúde dos trabalhadores.


Gostou do post?!


Curta, comente e compartilhe com os seus amigos!


REFERÊNCIAS


- ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. NB-1367. Áreas de Vivência em Canteiros de Obra. 1991


- ALVES, A.L., Organização do Canteiro de Obras: Um estudo aplicativo na Construção do Centro de Convenções de João Pessoa – PB. 2012. Monografia (Curso de Engenharia Civil), Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa.


- ARAUJO, Patrícia Moraes de Araújo; JÚNIOR, Luiz Rodrigues P. Domingues; Segurança do Trabalho na Construção Civil: Medidas de Proteção em Canteiro de Obras. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 03, Ed. 08, Vol. 11, pp. 68-80, Ag. 2018. ISSN: 2448-0959. Disponível em: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/engenharia-civil/protecao-em-obras.

Acesso em: 17 set. 2021


- BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. Norma Regulamentadora 18: Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção. 2013

CANVA. Disponível em: https://www.canva.com/. Acesso em: 20 set. 2021

FUNDACENTRO. Condições e meio ambiente do trabalho na indústria da construção – NR 18. São Paulo, 1996. Disponível em: <http://www.gerenciamento.ufba.br>. Acesso em: 17 set. 2021


- CANVA. Disponível em: http://www.canva.com/. Acesso em: 20 set. 2021


- FUNDACENTRO. Condições e meio ambiente do trabalho na indústria da construção – NR 18. São Paulo, 1996. Disponível em: http://www.gerenciamento.ufba.br. Acesso em: 17 set. 2021


- MITCHELL, Lisa. Contractors and the Construction Design and Management regulations 2015. Safer Sphere, [s.l.], 19 dez. 2017. Disponível em: https://safersphere.co.uk/contractors-construction-design-management-regulations-2015/. Acesso em: 17 set. 2021


- PREFEITO de Cotia vistoria obras da duplicação da Estrada de Caucaia. Jornal A Rua, [s.l.], 11 jul. 2019. Disponível em: https://jornalarua.com/2019/07/11/prefeito-de-cotia-vistoria-obras-da-duplicacao-da-estrada-de-caucaia/. Acesso em: 17 set. 2021


- QUIESI, Nathalia Soriani. Organização do canteiro de obras: estudo de caso na construção de uma unidade automobilística em Araquari –SC. 2014. Disponível em:

http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/3488/1/CT_CEEST_XXVII_2014_26.pdf. Acesso em: 17 set. 2021


140 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo