Sistemas construtivos

Atualizado: Abr 18

Escrito por Daniel de Carvalho Gonçalves sob orientação dos professores Alcino de Oliveira Costa Neto e Iara Ferreira de Rezende Costa.


Nos últimos anos, com o constante crescimento urbano, e, consequentemente, a grande demanda de otimização nos processos construtivos com o objetivo de aumentar a produção e diminuir os custos, surgem os sistemas construtivos dos mais diversos tipos, podendo citar a Alvenaria de Vedação, sistema mais comumente utilizado no Brasil atualmente. Também se destacam outros sistemas, tais como a Alvenaria Estrutural, o Light Steel Frame e Concreto PVC.


Dito isso, cabe o questionamento, o que é um sistema construtivo?


Um sistema construtivo é definido por um conjunto de materiais, técnicas e tecnologias utilizadas em um processo construtivo. Sendo assim, para cada situação um método se adequa melhor, pois alguns fatores são de grande influência, tais como o clima, disponibilidade de certos tipos de materiais, orçamento disponível, tempo de construção, e o tipo de mão de obra disponível.

Tipos de sistemas construtivos


Alvenaria de vedação ou convencional:


O uso do tijolo de barro como sistema construtivo no Brasil, segundo Campos & Lara (2012), se deu em meados do século XVIII, quando, por influência dos imigrantes europeus, o tijolo de barro queimado começou a ser utilizado. Desde então seu uso vem se popularizando devido a fatores como boa adequação ao clima brasileiro e facilidade de produção.


Esse tipo de sistema é constituído, geralmente, pelo uso de tijolos de barro furado, que não apresenta função estrutural, ligados entre si por camadas de argamassa. Uma vez que os tijolos têm apenas o papel de vedação, é necessária a execução de soluções para sustentar a estrutura, e para isso são mais comumente utilizadas estruturas de concreto armado e/ou aço constituindo as vigas e pilares da edificação.


Como pontos positivos, pode-se citar o baixo custo, a facilidade em encontrar mão de obra capacitada para a execução de obras com esse tipo de material, o mesmo aceita modificações na arquitetura com facilidade e para a execução são facilmente encontrados. Por outro lado, existem desvantagens evidentes no uso desse sistema, que, apesar de ser de fácil execução, é um método demorado, além disso, também gera uma grande quantidade de resíduos durante a construção.


Figura 1 – Alvenaria de vedação ou convencional

Fonte: Escola Engenharia, 2018.

Alvenaria estrutural:


Nesse sistema, que vem se popularizando nos últimos anos, as paredes são construídas com blocos de concreto ou cerâmicos. No entanto, para esse tipo de construção são dispensados os elementos estruturais como pilares e vigas, consequentemente, as próprias paredes sustentam e transmitem as cargas da estrutura para o solo.


Assim, para que esse método tenha a eficiência desejada, a construção deve ser feita de maneira mais técnica, utilizando os materiais corretamente e com os métodos adequados para esse tipo de sistema. Para isso, a mão de obra deve ser mais especializada que a necessária para a alvenaria convencional.


A alvenaria estrutural apresenta diversas vantagens, como a maior agilidade na construção, já que não são necessários pilares e vigas; e se bem executado, apresenta economia significativa em certos casos e os materiais constitutivos desse sistema são mais duráveis, tanto devido à necessidade estrutural, quanto à melhor técnica aplicada na execução. Por outro lado, apresenta desvantagens, tais como a limitação nos vãos livres da obra e a estrutura não pode ser alterada posteriormente sem as devidas modificações estruturais.


Figura 2 – Alvenaria estrutural

Fonte: Fórum da Construção, 2020.


Light Steel Frame:


O Light Steel Frame (LSF), ou Framing, ou ainda Steel Frame é um sistema construtivo que tem como característica principal a utilização de perfis de aço galvanizado na constituição de painéis estruturais e não estruturais. O sistema constitui-se de um método de construção seco, onde a estrutura de aço é projetada para suportar as cargas da edificação e outros materiais, como o drywall, são utilizados com a função de vedação do sistema.


O sistema, devido a características próprias de execução e de materiais utilizados, apresenta diversas vantagens. Podemos citar a qualidade do produto final, uma vez que o aço passa por um sistema de qualidade rigoroso durante o processo de fabricação; também é notável economia proporcionada pelo método, que por ter um processo de montagem modular otimiza a produção e reduz o desperdício de material em obra; ainda devido à característica modular do sistema, pode-se destacar alguns pontos, como a flexibilidade para a concepção arquitetônica, facilidade para a execução e manutenção das instalações e a possibilidade de utilização de componentes como lã mineral ou lã de vidro para a melhoria das características térmicas e acústicas.


Por outro lado, também apresenta alguns pontos que desfavorecem sua maior aceitação no Brasil, sendo que essa desvantagem é reflexo da cultura brasileira, que ainda tem a preferência por outros métodos. Isso reflete em um maior custo do sistema LSF, que devido à pouca disponibilidade do material (se comparado ao material de outros sistemas, como a alvenaria convencional), o torna caro e de difícil execução, pois requer uma mão de obra mais especializada.


Figura 3 – Light Steel Frame

Fonte: Brasgips Curitiba, 2018.

Concreto PVC:


O Concreto PVC é um sistema construtivo que veio para industrializar as construções de pequeno porte, já que é executado a partir do encaixe de peças modulares de PVC, que são vazadas, servindo de fôrmas para a colocação da armação e do concreto posteriormente, dando a resistência necessária para a estrutura.


Dentre as vantagens desse método, podemos citar uma principal, que é a rapidez na execução, já que as placas de PVC vêm cortadas de fábrica, bastando realizar a montagem dessas e a concretagem; outro ponto importante a ser citado é a economia e sustentabilidade que o Concreto PVC proporciona, já que o desperdício de material é mínimo; e outra característica é o acabamento, já que as formas não são retiradas, elas podem servir como acabamento final da edificação ou receber acabamento posterior.


Já os pontos que desfavorecem a disseminação desse sistema são alguns como o elevado custo, pois encontra-se poucos fornecedores desse material, e além disso, há a escassez de mão de obra qualificada para esse tipo de sistema construtivo.


Figura 4 – Sistema construtivo PVC

Fonte: Engenharia Arquitetura, 2020.


Figura 5 – Concreto PVC

Fonte: Fórum da Construção, 2020.


Gostou do nosso post?!

Curta, comente e compartilhe com os seus amigos!


REFERÊNCIAS


BRASGIPS CURITIBA. Light Steel Frame: produtividade na execução é vantagem. Disponível em: https://www.brasgipscuritiba.com.br/post/steel-frame-produtividadevantagem. Acesso em: 06 abr. 2020.


CAMPOS, P. F., LARA, A. H. Sistemas Construtivos alternativos para habitações populares. Disponível em: https://www.usp.br/nutau/nutau_2012/1dia/Artigo_Patricia%20Campos.pdf. Acesso em: 06 abr. 2020.


ESCOLA ENGENHARIA. Alvenaria de Vedação – Vantagens e Desvantagens. Disponível em: https://www.escolaengenharia.com.br/alvenaria-de-vedacao/. Acesso em: 06 abr. 2020.


FÓRUM DA CONSTRUÇÃO. Alvenaria estrutural, saiba como evitar patologias. Disponível em: http://www.forumdaconstrucao.com.br/conteudo.php?a=7&Cod=1536. Acesso em: 06 abr. 2020.


________. Concreto e PVC, um casamento promissor. Disponível em: http://www.forumdaconstrucao.com.br/conteudo.php?a=43&Cod=1274. Acesso em: 06 abr. 2020.


GH+ ENGENHARIA E ARQUITETURA. Sistema Construtivo PVC. Disponível em: https://www.ghmais.com.br/site/sistema-construtivo-pvc/. Acesso em: 06 abr. 2020.

81 visualizações

Todos os direitos reservados ao Projeto de Extensão Construção +