Projeto SPDA

Escrito por Viviane da Silva Santos sob orientação dos professores Alcino de Oliveira Costa Neto e Iara Ferreira de Rezende Costa.


O projeto SPDA – Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas – é um estudo realizado em uma edificação para a implantação de dispositivos que irão proteger o ambiente contra os raios. Fundamental em imóveis comerciais e industriais, o projeto SPDA deve ser feito de acordo com a norma técnica NBR 5419/2015. O SPDA, portanto, previne acidentes e evita prejuízos.


Um bom projeto SPDA apresenta uma avaliação minuciosa das situações que podem surgir decorrentes de ações planejadas para solucionar o problema das descargas atmosféricas. Ao reduzir perdas e o desperdício de materiais, além de suprimir o retrabalho, o projeto SPDA proporciona eficiência econômica. Logo, é ele quem irá nortear a boa ou má execução de uma instalação.


Em um projeto SPDA é imprescindível conhecer a fundo, as características e peculiaridades da estrutura física e arquitetônica de um imóvel para encontrar a solução técnica adequada e alinhada ao padrão estético do edifício. É fundamental que o projeto se adeque à necessidade do cliente, de modo a permitir com facilidade, futuras manutenções e inspeções a serem realizadas no local. (RG Engenharia).


Figura 1: Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas

Fonte: Luís Cyrino


Um projeto SPDA deve ser feito conforme um método que proteja integralmente a edificação contra as descargas atmosféricas. Segundo a RG Engenharia,

Os métodos mais conhecidos são:


· Franklin ou ângulo reto – com o emprego de um ou mais mastros compostos por captores, é possível manter o imóvel blindado dentro de uma região espacial. O ângulo da região a ser protegida é proporcional ao nível de proteção e à altura do plano de referência. Na figura abaixo, é possível exemplificar esse método.


Figura 2: Método Franklin


Fonte: Termotécnica para todos


· Eletromagnético ou esfera rolante – esse tipo de projeto SPDA gera uma esfera fictícia ao redor do edifício cujo raio é determinado segundo o grau de proteção, como mostra a figura abaixo.

Figura 3: Método Eletromagnético

Fonte: Termotécnica para todos


· Gaiola de Faraday ou malhas – neste método toda a estrutura predial é envolvida por malhas e cabos de descida. Eles são aterrados e espalhados pelo imóvel conforme o espaçamento descrito no projeto. Por sua característica, é desenvolvido com base na planta de cobertura, como mostra a seguir.

Figura 4: Método Gaiola de Faraday

Fonte: Termotécnica para todos


Sabemos que assim como outros projetos de engenharia, há inúmeras vantagens em fazer o projeto SPDA, entre elas:

- Auxílio na instalação do sistema, evitando erros.

- Facilidade para eventuais e posteriores manutenções.

- Posicionamento correto dos elementos do sistema.

- Facilidades para certificações ISO ou para atender as seguradoras ou corpo de Bombeiros.

- Projeção do sistema conforme as normas vigentes, atendendo as questões legais.

- Minimização de riscos de incêndios, choques, queima de aparelhos, centelhamentos, etc.


Gostou do post?

Curta, comente e compartilhe com os seus amigos!



Referências:

- Projeto SPDA. Disponível em: <https://www.rgengenhariasp.com.br/projeto-spda>. Acesso em: 16 de março de 2021.

- CYRINO, L. SPDA – Sistema de Proteção. Disponível em: < https://www.manutencaoemfoco.com.br/spda-sistema-protecao/>. Acesso em: 16 de março de 2021.

- Projeto SPDA. Disponível em: <https://tel.com.br/engenharia/elaboracao-do-projeto-de-spda/>. Acesso em: 16 de março de 2021.

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo