Mudar prédios de lugar: é possível?

Escrito por Anna Carolina de Souza Santos sob orientação dos professores Alcino de Oliveira Costa Neto e Iara Ferreira de Rezende Costa.


Figura 1: Escola primária Lagena

Fonte: Reprodução Construtora Formas & Efeitos, 2020


Em termos de engenharia e inovação, muitas coisas são ou serão possíveis em alguns anos. É espantoso ver, por exemplo, notícias de prédios inteiros que foram mudados de lugar. E mais curioso ainda é saber que isso não aconteceu apenas uma ou duas, mas várias vezes ao redor do mundo. Muitas vezes as construções precisaram ser realocadas para que novos projetos fossem erguidos em suas proximidades, e no lugar de demolir edifício históricos, os engenheiros optaram por inovar, e movê-los.

Um exemplo é a Escola primária Lagena, de cinco andares. Localizada em Xangai, na China, foi construída em 1935 e mesmo pesando mais de 7,6 mil toneladas, foi movida por 61,7 metros. Este empreendimento durou 18 dias e ocorreu em outubro de 2020. A técnica utilizada neste caso foi o uso de 198 pernas robóticas. A estrutura precisou ser desconectada das fundações e movimentada de maneira homogênea, para evitar o risco de recalque e possíveis danificações.

Também na mesma cidade já ocorreu a realocação de um templo budista de 135 anos e duas mil toneladas. O Templo do Buda de Jade foi movido por cerca de 30 metros em 2017 por questões de segurança, visto o grande número de incensos colocados pelos visitantes. Foram 15 dias de movimentação.


Figura 2: Templo do Buda de Jade

Fonte: Reprodução INBEC, 2020


A movimentação de edifícios não é tão recente: em 1987, na cidade de Alba Iulia, na Romênia, um prédio residencial pesando mais de 7 mil toneladas foi transportado por mais de 50 metros, processo que durou quase 6 horas. O objetivo, neste caso, era abrir uma rua no lugar da edificação.

Algo curioso é que os moradores permaneceram dentro do prédio enquanto ele era transportado. A técnica foi fixar uma estrutura de aço temporária sob a estrutura para sustentá-la, e posteriormente elevá-la com macacos hidráulicos e realizar sua instalação sobre monotrilhos, sob os quais estava um sistema hidráulico com função de apoio. Ao final do transporte, a estrutura temporária foi retirada.


Figura 3: Realocação de prédio residencial na cidade de Alba Iulia, na Romênia

Fonte: Reprodução Construtora Formas & Efeitos, 2020


Em 2012, na cidade de Zurique, na Suíça, o prédio conhecido pelo nome MFO (Maschinenfabrik Oerlikon), construído em 1889, e pesando cerca de 6.200 toneladas foi movido para abrir caminho à expansão dos trilhos da estação ferroviária Oerlikon.

O edifício foi deslocado por 60 metros para oeste. Neste caso, a técnica foi posicionar 500 cilindros sob o edifício, duas prensas hidráulicas que ‘empurravam’ o edifício e outras duas que estavam posicionadas a fim corrigir qualquer desvio de percurso que pudesse acontecer. O projeto levou 2 anos, e o procedimento durou 2 dias, tendo ocorrido em maio de 2012.


Figura 4: Maschinenfabrik Oerlikon

Fonte: Reprodução Construtora Formas & Efeitos, 2020


A empresa de investimentos imobiliários Swiss Prime Site financiou a realocação, que custou 13.490.000,00 francos suíços, o que corresponde a cerca de 32.250.000,00 reais na época.

Em suma, o intuito deste texto foi mostrar que mudar prédios de lugar é até mais comum do que se imagina, mas não deixa de ser um empreendimento impressionante – e que em breve poderá ocorrer em território nacional.


Referências


- CHESINI, Tobias. É possível mudar um prédio de lugar? Construtora Formas & Efeito, 2020. Disponível em: <https://formasefeito.com.br/blog/e-possivel-mudar-um-predio-de-lugar/>. Acesso em: 05 jul. 2021.

- CONHEÇA projeto que moveu prédio de 6,2 toneladas de lugar. CIVILIZAÇÃO ENGENHEIRA, 2013. Disponível em: < https://civilizacaoengenheira.wordpress.com/2013/10/16/conheca-projeto-que-moveu-edificio-de-62-toneladas-de-lugar/>. Acesso em: 05 jul. 2021.

- O incrível transporte de prédio de cinco andares na China. BBC News Brasil, [S.l], 26 out. 2020. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/geral-54664144>. Acesso em: 05 jul. 2021.

- OLIVEIRA, Felipe. Por que não caiu? Como prédio de 85 anos e 7.000 toneladas "andou" na China. UOL TILT, 2020. Disponível em: <https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2020/10/29/por-que-nao-caiu-como-predio-de-85-anos-e-7000-toneladas-andou-na-china.htm >. Acesso em: 05 jul. 2021.

- PRÉDIO com pernas robóticas 'caminha' por 60 metros na China. INBEC Pós-graduação, 2020. Disponível em: <https://inbec.com.br/blog/predio-com-pernas-roboticas-caminha-por-60-metros-china>. Acesso em: 05 jul. 2021.

36 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo