Ergonomia no trabalho: O que é e qual a sua importância?

Escrito por Lorena Lehmann Alves, Engenheira Civil pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) e pós-graduanda em Engenharia de Segurança do Trabalho pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG).


Figura 1: Ergonomia



Fonte: Jornal Tribuna (2021)


Você já ouviu falar em ergonomia?


A palavra surgiu da união das palavras gregas “ergon”, que significa trabalho, e “nomos”, que significa leis ou preceitos. A Associação Brasileira de Ergonomia (ABERGO) define a ergonomia como a área do conhecimento que visa vincular as ciências da pessoa, da tecnologia e da organização, objetivando assim a compreensão do relacionamento entre o homem e o ambiente de trabalhando, atuando, dessa maneira, na resolução das adversidades oriundas desta relação (CORREA, E BOLETTI, 2015).


No ambiente laboral, a ergonomia atua possibilitando que o trabalhador opere em condições adequadas ao exercício de sua atividade, de maneira a favorecer o conforto, a segurança e a saúde do profissional (PIRES, 2020). Ainda no que diz respeito ao conceito de ergonomia, tem-se que a ergonomia pode ser tratada em três categorias distintas, sendo estas a ergonomia física, a ergonomia cognitiva e a ergonomia organizacional.


A ergonomia física, também chamada de ergonomia operacional, é definida por Moraes e Mont’Alvão (2003) como aquela relacionada ao espaço físico ocupado pelo colaborador, possuindo como principais aspectos o esforço repetitivo, a postura do profissional durante a execução de atividades cotidianas, a monotonia da atividade, etc.


A ergonomia cognitiva, por sua vez, relaciona-se aos aspectos mentais e em como o trabalhador compreende as situações ocorridas no ambiente laboral, destacando-se aqui as habilidades de compreensão e absorção de informações quando o trabalhador encontra-se exposto a situações de estresse mental, pressão psicológica, elevada carga mental de trabalho e tomada de decisões, conforme descrito por Vidal (2007) apud Almeida e Message (2007).


Por fim, a ergonomia organizacional é a responsável por aferir o ambiente laboral, referindo-se, portanto, a cultura organizacional da empresa, os turnos de trabalho, a capacitação profissional, etc (MORAES E MONT’ALVÃO, 2003).


E o que diz a legislação?

No que tange a legislação, o Ministério do Trabalho e do Emprego, no ano de 1978, criou a Norma Regulamentadora n.º 17 – Ergonomia, sendo esta regulamentada pela Portaria n.º 3.214 de 08 de junho de 1978 e atualizada pela Portaria MTP n.º 423, de 07 de outubro de 2021.


A Norma estabelece que cabe ao empregador a Análise Ergonômica do Trabalho, documento responsável por abordar as condições laborais, sendo esta elaborada por profissional capacitado e credenciado para tal. Possibilitando, dessa maneira, um ambiente seguro e confortável ao colaborador.


E como a ergonomia pode atuar na redução dos acidentes e doenças ocupacionais?

O surgimento da ergonomia relaciona-se intimamente a redução das doenças e acidentes ocupacionais, principalmente no que diz respeito à lesões físicas e cognitivas, como por exemplo, lesões por esforço repetitivo (LER’s), tendinites, torcicolos, déficit de atenção, depressão, entre outras.


Neste contexto, a ergonomia destina-se a identificar os fatores que, no ambiente de trabalho, cooperam para o surgimento de doenças e acidentes ocupacionais, propondo atenuar e solucionar os riscos ocupacionais presentes no ambiente laboral (FERREIRA, 201?).


Gostou do post?


Curta, comente e compartilhe com os seus amigos!


REFERÊNCIAS:

ALMEIDA, J. S.; MESSAGE, C. P. Em busca de uma melhor produtividade no trabalho. 2007. Disponível em: https://www.webartigos.com/artigos/ergonomia-em-busca-de-uma-melhor-produtividade-no-trabalho/1856 Acesso em: 06 jun. 2022.


BRASIL. Ministério do Trabalho. Portaria MTb n.° 3.214, de 08 de junho de 1978. NR 17 – Ergonomia.


CORREA, V. M.; BOLETTI, R. S. Ergonomia: fundamentos e aplicações. Bookman Editora, 2015.


FERREIRA, F. L. A importância da ergonomia na prevenção das doenças osteomusculares no trabalho. 201?. Disponível em: https://moodle.ufsc.br/pluginfile.php/802203/mod_resource/content/1/Fernanda%20Lemes.pdf Acesso em: 06 jun. 2022.


JORNAL TRIBUNA. A importância da ergonomia para o ambiente de trabalho. 2021. Disponível em: https://jornaltribuna.com.br/2021/08/a-importancia-da-ergonomia-para-o-ambiente-de-trabalho/ Acesso em: 06 jun. 2022.


MORAES, A.; MONT’ALVÃO, C. Ergonomia: Conceitos e Aplicações. 2. ed. Rio de Janeiro: 2AB, 2003.


PIRES, R. Ergonomia no trabalho: importância e benefícios para a produtividade. 2020. Disponível em: https://rockcontent.com/br/blog/ergonomia-no-trabalho/#:~:text=A%20ergonomia%20no%20trabalho%2C%20em,de%20aus%C3%AAncia%20deles%20nas%20empresas Acesso em 06 jun. 2022.



8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Escrito por Joicy Gomes Machado, bacharel em Ciência e Tecnologia pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) e graduanda em Engenharia de Produção. O setor de planejamento e