Edifícios Inteligentes

Escrito por Anna Carolina de Souza Santos sob orientação dos professores Alcino de Oliveira Costa Neto e Iara Ferreira de Rezende Costa.


Figura 1: Ilustração de Edifícios Inteligentes

Fonte: HUB i4.0


Edifícios inteligentes são o resultado da junção de tecnologias e gestão de infraestrutura em edifícios, e vão além de construções sustentáveis e capazes de economizar energia: oferecem aos ocupantes um ambiente produtivo com economia, segurança e conforto, por meio de soluções integradas e comunicação entre os diversos sistemas operantes no prédio.


Os smart buildings, como também são conhecidos, possuem características que envolvem a área de Tecnologia da Informação, como:


• Sistemas automatizados

• Medidas de eficiência energética

• Tecnologias sem fio

• Infraestrutura digital

• Sistemas de energia adaptativa

• Dispositivos de coleta de dados

• Redes de informação e comunicação

• Internet das Coisas


Com o uso dessas tecnologias e um gerenciamento adequado dos dados do próprio edifício, é possível alcançar uma automação capaz de otimizar a performance da construção. Alguns dos benefícios são sistemas inteligentes e eficientes de iluminação, ar-condicionado, uso de elevadores, aproveitamento do vento, aproveitamento de água, entre outros.


Atualmente as principais tendências para os edifícios inteligentes são a eficiência energética, com novos serviços como controle individual de cada ambiente e controle dinâmico de temperatura; redução de custos operacionais, com compartilhamento de recursos entre vários setores; contribuição social, integração com as cidades inteligentes e gerenciamento de ativos de forma a permitir a implantação de ferramentas de manutenção preventiva e preditiva para equipamentos como elevadores e portões elétricos.


Apesar dos pontos positivos ainda há obstáculos para essa tendência construtiva, como o possível surgimento de problemas operacionais relacionados com a interação entre sistemas, cuja origem e solução sejam complexas; e barreiras legislativas à integração (por exemplo, existem países que obrigam a que os sistemas de detecção de incêndio sejam independentes e isolados).


Alguns edifícios inteligentes ao redor do mundo:


• Eldorado Business Tower, São Paulo, Brasil


Figura 2: Edifício Eldorado Business Tower

Fonte: Vitruvius


Começou a ser construído em 2006 e dentre os adjetivos determinados para a construção da obra estava sua capacidade de ser altamente conectado, com sistemas, câmeras, computadores etc; flexível, para aplicação de modificações em sua obra; moderno e ecologicamente correto. O vidro verde utilizado na fachada deixa passar 70% da luz e apenas 28% do calor, gerando economia na iluminação e climatização e conforto para o usuário.


Para o sistema de ar-condicionado, a construtora utilizou um sistema fabricado no Japão, que economiza energia e permite o controle individual de temperatura. Na chegada e partida do elevador, o equipamento gera energia a partir de um dínamo, fazendo a compensação de um elevador para o outro, ou seja, quando um está acelerando e o outro freando, o que está freando gera energia para o que está acelerando. Esse mecanismo é capaz de economizar de 40% a 50% na energia usada com os elevadores. O prédio também possui sistemas de coleta e tratamento da água da chuva e da água eliminada pelo sistema de ar condicionado.


• Edifício Bolsa de Imóveis do Estado de São Paulo, São Paulo, Brasil


Figura 3: Edifício Bolsa de Imóveis do Estado de São Paulo

Fonte: MHA Engenharia Ltda.


O prédio é todo automatizado e acompanhado por câmeras de segurança, sensores de fumaça e de calor por todo o prédio. O visitante recebe um crachá magnético na entrada e sua circulação fica limitada ao que foi autorizado, sendo impedido por catracas. Sensores nos registros hidráulicos, por exemplo, acusam sua utilização, assim como as portas de emergência.


• Aeroporto Internacional O’Hare, Chicago, Estados Unidos


Figura 4: Aeroporto Internacional O’Hare

Fonte: ArchDaily Brasil


Possui uma plataforma de gestão que faz a integração de todos os seus sistemas de consumo de energia, de segurança e de automação, área verde que ocupa 104 000 m², distribuídos pelos telhados das torres, o jardim aeropônico. Assim, é possível cultivar plantas de forma suspensa, sem o uso de terra, além de minimizar o efeito conhecido como ilha de calor – a concentração de altas temperaturas em áreas desmatadas – e demanda um uso menor de ar-condicionado.


• Sello Shopping Center, Espoo, Finlândia


Figura 5: Sello Shopping Center

Fonte: Mac Design


Em 2010, foi inaugurado um centro operacional no edifício com sistemas de monitoramento de energia que permitem ajustar o gasto energético em ambientes menos frequentados. Desde então, o consumo de eletricidade caiu 27% e o uso de energia termoelétrica caiu 15%. O sistema também permite controlar a emissão de dióxido de carbono e desde então 630 toneladas de carbono deixaram de ser emitidas anualmente.


Referências:

- Conheça 4 edifícios inteligentes ao redor do mundo. Disponível em: < https://exame.com/tecnologia/conheca-4-edificios-inteligentes-ao-redor-do-mundo/>. Acesso em: 05 de abril de 2021.

- Edifícios inteligentes: você está ligado nessa tendência? Disponível em: < https://thorusengenharia.com.br/edificios-inteligentes-voce-esta-ligado-nessa-tendencia/#:~:text=Edif%C3%ADcios%20inteligentes%20s%C3%A3o%20aqueles%20que,diversos%20sistemas%20operantes%20no%20pr%C3%A9dio.>. Acesso em: 05 de abril de 2021.

- MORALES, F. Conheça alguns dos prédios mais 'inteligentes' do Brasil. Disponível em: <https://canaltech.com.br/curiosidades/Predios-inteligentes-sao-a-grande-tendencia-para-o-setor-da-construcao-civil/>. Acesso em: 05 de abril de 2021.

- NUNES, R; SÊRRO, C. Edifícios Inteligentes: Conceitos e Serviços. Jornal O Projeto, São Carlos - SP, set 2014, n.9, p. 3-6. Disponível em: < http://www.aeasc.net/wp-content/uploads/2015/08/O-Projeto-2014-ano-XV-n-9.pdf>. Acesso em: 05 de abril de 2021.

- O que são edifícios inteligentes? Disponível em: <https://blogbrasil.westcon.com/o-que-sao-edificios-inteligentes>. Acesso em: 05 de abril de 2021.

- Smart Buildings: características e benefícios dos edifícios inteligentes. Disponível em: <https://site.autodoc.com.br/conteudos/smart-buildings-caracteristicas-e-beneficios-dos-edificios-inteligentes/>. Acesso em: 05 de abril de 2021.

- WOOTTON, G. Edifícios inteligentes: Uma realidade que veio para ficar. Disponível em: <https://canaltech.com.br/curiosidades/Predios-inteligentes-sao-a-grande-tendencia-para-o-setor-da-construcao-civil/>. Acesso em: 05 de abril de 2021.


43 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo