Concepção Estrutural - o que é, e o que acontece quando não é feita de forma correta

Atualizado: Abr 18

Escrito por Jayne Francielle Santana Gurgel sob orientação dos professores Alcino de Oliveira Costa Neto e Iara Ferreira de Rezende Costa.


A concepção estrutural, ou simplesmente estruturação, também chamada de lançamento da estrutura, consiste em escolher um sistema estrutural que constitua a parte resistente do edifício.

Essa etapa, uma das mais importantes no projeto estrutural, implica em escolher os elementos a serem utilizados e definir suas posições, de modo a formar um sistema estrutural eficiente, capaz de absorver os esforços oriundos das ações atuantes e transmiti-los ao solo de fundação.

A solução estrutural adotada no projeto deve atender aos requisitos de qualidade estabelecidos nas normas técnicas, relativos à capacidade resistente, ao desempenho em serviço e à durabilidade da estrutura.

A concepção estrutural deve levar em conta a finalidade da edificação e atender, tanto quanto possível, às condições impostas pela arquitetura. O projeto arquitetônico representa, de fato, a base para a elaboração do projeto estrutural. Este deve prever o posicionamento dos elementos de forma a respeitar a distribuição dos diferentes ambientes nos diversos pavimentos. Mas não se deve esquecer de que a estrutura deve também ser coerente com as características do solo no qual ela se apoia.

O projeto estrutural deve ainda estar em harmonia com os demais projetos, tais como: de instalações elétricas, hidráulicas, telefonia, segurança, som, televisão, ar condicionado, computador e outros, de modo a permitir a coexistência, com qualidade, de todos os sistemas.

Os edifícios podem ser constituídos, por exemplo, pelos seguintes pavimentos: subsolo, térreo, tipo, cobertura e casa de máquinas, além dos reservatórios inferiores e superiores.

Existindo pavimento-tipo, o que em geral ocorre em edifícios de vários andares, inicia-se pela estruturação desse pavimento. Caso não haja pavimentos repetidos, parte-se da estruturação dos andares superiores, seguindo na direção dos inferiores.

A definição da forma estrutural parte da localização dos pilares e segue com o posicionamento das vigas e das lajes, nessa ordem, sempre levando em conta a compatibilização com o projeto arquitetônico.

Quando a concepção estrutural não é bem feita, as estruturas podem apresentar um desempenho em serviço pouco eficiente, comprometendo a segurança e as tornando mais caras.

Alguns erros que podem onerar os custos são:

• Falta da definição de um sistema de contraventamento apropriado;

• Dificuldade em identificar os principais desafios do projeto;

• Má definição no posicionamento de pilares;

• Definição inapropriada do tipo de ligação entre os elementos;

• Falha na definição do tipo de laje;

• Soluções estruturais que não respeitam as condições de serviço;

• Dificuldade de interpretação dos resultados da análise estrutural;

Dessa forma, percebe-se que são vários os aspectos que influenciam na economia da estrutura.

E quando não se faz uma correta concepção estrutural?

☝🏼É necessário fazer uma adaptação, abaixo as imagens com alguns exemplos:






Para saber mais sobre a influência desses erros na fase de concepção estrutural, acesse o link abaixo:

https://maisengenharia.altoqi.com.br/estrutural/concepcao-estrutural-principais-erros-de-concepcao-que-tornam-uma-estrutura-cara/


Gostou do nosso post?!

Curta, comente e compartilhe com os seus amigos!

30 visualizações

Todos os direitos reservados ao Projeto de Extensão Construção +