As built: O que é, para que serve e quais os principais tipos

Atualizado: Set 12

Escrito por Mariana Luiz Soares sob orientação dos professores Alcino de Oliveira Costa Neto e Iara Ferreira de Rezende Costa.


Muito utilizado na engenharia, o As Built – expressão inglesa que significa “como construído” – consiste no levantamento das medidas de toda a edificação, incluindo plantas, cortes e fachadas, criando um registro de dados das alterações elétricas, hidráulicas, estruturais, etc. ocorridas durante a obra, facilitando o controle de futuras intervenções. Pode ser dividido em duas etapas: a enumeração em obra de todas as medidas e sistemas que compõem a edificação, e a descrição e representação gráfica das alterações no projeto executivo, para que o mesmo se encontre com as mesmas características do projeto construído.

Figura 1As Built eletrônico

Fonte: CPE Tecnologia, 2020.


Durante a obra, reforma ou modificação da construção, é natural que novas alterações sejam realizadas no projeto à medida que este vai sendo revisado, principalmente na planta. O registro completo dessas modificações é de suma importância para a manutenção e comprometimento da qualidade da estrutura construída, além da averiguação da construção de acordo com as normas vigentes, evitando-se problemas legais, como alvarás de funcionamento.


A NBR 14.645:2005 – Elaboração do como construído (As Built) para edificações da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), fixa os procedimentos a serem adotados na execução do As Built de uma obra. Seu objetivo é padronizar os métodos e minimizar falhas durante o processo de organização do documento.


A composição do As Built se faz presente tanto em projetos arquitetônicos, quanto nos projetos complementares, sendo assim, pode ser classificado em diversos tipos, sendo estes os principais:


Arquitetônico: É realizada a análise de medidas e geometria, áreas internas, materiais que compõe a construção e fachadas;


Elétrico: Consiste na disposição dos sistemas que compõem as instalações elétricas, verificação da distribuição dos circuitos, localização e quantificação dos pontos elétricos e entrada de energia, etc.;


Hidrossanitário: Estuda-se o posicionamento das tubulações e identifica os ramais principais, tanto de água fria quanto de água quente;


Outras tipologias: É analisado o sistema de comunicação de voz e dados, de prevenção de incêndio, de climatização, entre outros.


Tipicamente, o As Built é elaborado a partir de um levantamento métrico detalhado de forma manual. Porém, seguindo as novas tecnologias do mercado, é possível captar digitalmente os ambientes, garantindo um maior detalhamento, qualidade e precisão, além de economia em recursos e tempo.


Gostou do nosso post?!


Curta, comente e compartilhe com os seus amigos!


REFERÊNCIAS


BUILDIN. As Built: O que é e para que serve. Disponível em: https://www.buildin.com.br/as-built/. Acesso em: 30 mai. 2020.


COLÉGIO DE ARQUITETOS. O que As Built. Disponível em: http://www.colegiodearquitetos.com.br/dicionario/2014/03/as-built/. Acesso em: 29 maio 2020.


CPE TECNOLOGIA. As Built. Disponível em: https://blog.cpetecnologia.com.br/as-built/. Acesso em: 31 maio 2020.


NEWAY ENGENHARIA. O que é As Built? Para que serve. Disponível em: https://nwengenharia.com.br/o-que-e-as-built-para-que-serve/. Acesso em: 29 maio 2020.


THORUS ENGENHARIA. Você conhece a expressão “As Built”. Disponível em: https://thorusengenharia.com.br/blog/projeto-as-built-o-que-e-engenharia-arquitetura/. Acesso em: 29 maio 2020.

22 visualizações

Todos os direitos reservados ao Projeto de Extensão Construção +