Você sabia que a cor da fachada influencia na temperatura interior da sua residência?

Atualizado: Jul 7

Escrito por Thais Mayara Rodrigues Gomes sob orientação dos professores Alcino de Oliveira Costa Neto e Iara Ferreira de Rezende Costa.


A maior fonte de ganho térmico numa edificação é a incidência solar sobre a mesma. Dessa forma, um dos métodos para reduzir esse ganho e tornar o ambiente mais agradável, é diminuir a absorção da radiação solar pela edificação (DORNELLES, 2008).


Como afirma Dornelles (2008), o ganho térmico numa habitação, decorrente da incidência solar, depende, entre outras coisas, de uma propriedade chamada absortância, a qual é definida como a razão entre a energia solar absorvida por uma superfície e a energia total incidente sobre a mesma.


Algumas cores apresentam altos valores de absortância, por absorverem muita radiação solar, enquanto outras apresentam baixos valores, por refletirem a maior parte da luz solar e absorverem uma pequena parcela.


Sendo assim, é eficaz utilizar nas fachadas cores que absorvam pouca radiação solar, ou seja, que tem baixa absortância, de forma que a temperatura no interior da edificação seja controlada e propicie o conforto dentro da residência.


A partir deste controle de temperatura é possível diminuir até mesmo o consumo de energia elétrica, visto que o uso de aparelhos refrigeradores de ar pode diminuir.


As figuras seguintes mostram os diferentes valores de absortância para uma variedade de cores e suas tonalidades.


Figura 1 - Absortância solar de diferentes tonalidades de cor preta e cinza

Fonte: Dornelles, 2008.


Figura 2 - Absortância solar de diferentes tonalidades da cor branca

Fonte: Dornelles, 2008.


Figura 3 - Absortância solar de diferentes tonalidades das cores azul e verde

Fonte: Dornelles, 2008.


Figura 4 - Absortância solar de diferentes tonalidades das cores vermelha e marrom

Fonte: Dornelles, 2008.


Figura 5 - Absortância solar de diferentes tonalidades da cor amarela

Fonte: Dornelles, 2008.


Note que a cor branca reflete 81% da luz solar, absorvendo apenas 19%. Enquanto a cor preta reflete 2% e absorve 98% da luz solar.


É preciso ter cuidado ao escolher uma cor para a fachada e optar por tonalidades que não absorvam muita luz, mas que também não tenham alta reflexão, pois pode-se criar o fenômeno de ofuscamento o que gera incômodo visual. Em suma, é ideal optar por cores claras, em que a absorção de radiação solar esteja entre 40% e 60%.


Gostou do nosso post?


Curta, comente e compartilhe com os seus amigos!

REFERÊNCIAS


DORNELLES, K. A. Absortância solar de superfícies opacas: métodos de determinação base de dados para tintas látex acrílica e PVA. Tese (Doutorado) - Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

10 visualizações

Todos os direitos reservados ao Projeto de Extensão Construção +